Op-ed: Web3 gaming will get an audience when we stop talking about Web3

Opinião: Jogos Web3 conquistarão audiência quando deixarmos de falar sobre Web3

No mundo digital em constante evolução, muitas vezes não nos sentamos em nossos laptops para nos maravilharmos com a eletricidade como uma tecnologia incrível. Frequentemente, não pensamos no servidor em que um artigo é hospedado ou que é estruturado em HTML. Nos acostumamos a essas maravilhas e raramente refletimos sobre a tecnologia subjacente que impulsiona nossas vidas diárias. A comunidade de jogos tem uma postura cética em relação às empresas de jogos mainstream que tentam integrar aspectos do Web3. Para que os jogos do Web3 tenham sucesso, é necessário conquistar o público do Web2. Os NFTs muitas vezes parecem superficiais e não possuem valor intrínseco para muitos jogadores. Devemos parar de falar sobre as estruturas técnicas do Web3 e focar em aprimorar a experiência do usuário. Os usuários estão menos preocupados se um jogo opera on-chain ou off-chain, o que realmente importa é que os jogos sejam fáceis de usar e divertidos de jogar. A financeirização dos jogos não é algo ruim e é uma parte inerente dos jogos. A falta de opções de negociação secundária legítima leva a um grande mercado cinza na dark web. Com a tecnologia blockchain, oferecemos aos usuários uma forma legítima de negociar ativos. Além disso, a construção de uma comunidade forte é fundamental para a sustentabilidade e o crescimento a longo prazo de um jogo. Devemos focar em fatores como jogabilidade rica e incentivos para atrair o público dos jogos tradicionais. Enquanto a infraestrutura do Web3 não estiver totalmente desenvolvida, devemos construir ótimos jogos que as pessoas amem, utilizando os componentes do Web3 que possibilitam um sistema justo de propriedade e negociação de ativos de jogo.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Want to learn even more about NFTs?

Sign up for the 👇Newsletter